Caneta e Papel

(com qualquer ou nenhuma inspiração.)

Arquivos Mensais: março 2009

Olhos!

Só agora notei que mantive, sem querer, o mesmo tema no topo do blog: meus olhos.

Definitivamente, a parte do rosto que mais gosto. Não só pela parte física da coisa, mas porque os olhos são um esboço geral. Dizem que os dentes são o cartão de visita. Já acho que não. Os olhos falam quando a boca fica em silêncio.

Os japoneses dizem que eles são janelas da alma. Justamente por isso eles os desenham tão grandes nos mangás. Certamente, um contraponto aos olhos quase cerradinhos deles, rs. Bom, também não posso falar muita coisa né?

De fato, também gosto dos meus. Quem sabe a parte mais expressiva do meu rosto palido.Assim, pequenos do jeito que são. E combinam mesmo com o blog no quesito ‘tente me compreender’. Talvez isso explique a predileção, rss.  😉

eyes1

Com saudade.

Hoje já acordei com saudade.

Tanta saudade e ainda tem ‘Always Somewhere’ tocando aqui, a voz do Meine me fazendo sonhar sentada. Sonhando até mesmo escrevendo. Talvez por conta da música. Terceira ou quarta vez que ela tá repetindo.

O tato de um lado, o pensamento somewhere.

til_the_white_rose____by_beaueromantica

Saudade de tanta coisa boa. Saudade que me faria escrever a coisa mais sem nexo pros outros e mais verdadeira pra mim. Saudade de quando o tempo para, de quando tudo sempre é muito bom, tão simples.

Saudade daquilo que realmente sou, da liberdade de ser até mais além. Saudade de, quem sabe, ser pra sempre, mais que isso. Tudo isso.

Saudade das palavras que brotam fácil, da sinceridade que não machuca. Saudade de ser compreendida, de me ver através de um espelho (sem as minhas poucas curvas).

Mas.. tô aqui no meu trabalho “sujo”, correndo pra ajustar a folha de pagamento. E enquanto não encontro um meio racional de entender essa saudade, fico tateando esse teclado.

Mas com a cabeça e o coração lá.

Lá na saudade.

Así..

Aun no sé que hacer, pero sé que doy todo y cualquier tiempo, se quieres. Sólo no olvide del camino. Cuando quisiera volver la puerta estará abierta. Siempre.

%d blogueiros gostam disto: