Caneta e Papel

(com qualquer ou nenhuma inspiração.)

Arquivos Mensais: agosto 2009

“Así nos encontramos..”

First_Date_by_Goodfoot42

“Foi assim que nos encontramos…

…estava sem amar.

O destino cruzou nossos caminhos.

Encontramo-nos, trocamos carinhos.

Não resisti à luz de seu olhar…

À força de seu sorriso,

que me prendeu, cativa..”

(Marcial Salaverry)

Anúncios

mi regalo.

Essa vida é inexplicável. Ainda mais quando você consegue perceber isso em torno de si. Parece loucura. E o melhor? Tô gostando!

Ah, as coisas mudaram numa velocidade incrível e trouxeram consigo uma bonita surpresa. Várias surpresas. As vezes, tenho medo de estar dentro do meu próprio sonho, daquele que só o mais profundo conhece. Já me enganei tanto, tantas vezes. Mas também nunca me senti como agora: friozinho na barriga, aquele gosto doce na boca, expectativas atendidas.

Lembra do diferente? Não há outro adjetivo. O olhar, sorriso desconcertante, voz forte, inteligência, cheiro, pele, rapidez em tentar me desvendar, o jeito doce de cuidar de mim, a persistência, um desejo. Fico observando cada detalhe, cada palavra, cada toque, cada olho no olho, buscando confirmar que não é engano, que é de verdade desta vez. É .. inesperado, uma alegria crescente que não sei definir, um encontro cada vez que vejo ou ouço.

Deus me mandou um presente. Falei que queria ser encontrada e fui ouvida. Thinking_by_Mandarin_1

(E aqui dentro do peito o coração saltita enquanto escrevo. Ai, ai..)


Diferente..

0000-6552-4~Pin-Up-Girl-Sexy-Office-PostersEngraçado ver que o tempo passa, mas a visão das pessoas ao meu respeito, a primeira vista, é sempre a mesma.

Alguns dias venho conversando com alguém sobre as curiosidades desta sobre minha pessoa. Percebendo como sou através de outros olhos. É curioso, inclusive, atestar que passo uma mensagem deturpada aos demais. Longe de me incomodar mais, não sei ser ao contrário, saca?

Também não sinto necessidade de ser. Não me prejudica em nada o fato de parecer séria demais, fria, uma pedra, um porre. Sempre digo que assim como tenho que percorrer caminhos para conhecer alguém, também o mesmo precisam fazer por mim. Não é justo? Ser lugar comum também não tem graça (rsss!). Gozado e até instrutivo saber como as pessoas de fora veem nossas peculiaridades.

Esse mesmo alguém me chamou de diferente. Com o mesmo cabeçalho de sempre, pelo menos o desenvolvimento da descrição me agradou em partes. De certo modo, a visão sobre minha essência ainda continua turva. E passível de protestos pelo outro lado. Fazer o quê? Sinceramente, gosto de saber que não passo despercebida como certas vezes penso. 😉

Ao menos não sou mais “especial” (ow palavrinha detestável!). Agora, sou “diferente”. 😛

Beijotchau!

Eu posso, Eu consigo!

Oiee..

Hoje a folha de pagamento de Agosto fechou. Se minha ex-chefinha ainda estivesse por lá, certamente diria que mais uma vez calei a boca de quem fazia uma tempestade em copo d’água por conta disso. Por vários problemas de percursos na Universidade, desta vez, dos 15 dias de sistema aberto, pus todos os mais de 300 professores num só dia. Ontem, achei que não conseguiria. Mas hoje, depois do trabalho concluído, fiquei com aquele gostinho de “Eu Posso, Eu Consigo”, heheh.

Estes dias, desde Junho, tem sido bem atropelados no trabalho. Mudanças das mais variadas e cheio de novidades (boas?) para minha vida. Claro, com alguns imprevistos e tristezas, também. Não seria minha vida se fosse o contrário.

Tenho cuidado mais da saúde. Finalmente, comprovei a maledeta da gastrite (leve, aleluia!) e estou em tratamento com dietinha básica. Também descobri um outro probleminha, chamado hérnia de hiato. No início pensei que fosse algo grave, mas o doutor disse que, tomando uns cuidados básicos, não tem problema. Em função disso, o gastro disse que não poderei ser pançuda, rss. Até quando engravidar, não poderei engordar demaaais. E dá-lhe academia, exercício físico, hã?

E já estou no frisson pela chegada de Outubro. Vou ver um GP de pertinho e, quem sabe, meu prediletinho ao vivo e em cores. 😀 Mamãe anda preocupada por conta do H1N1, mas tenho pensado positivamente. O Senhor está no comando e Tudo governa. Então, tô tranquila! 😀

Meu querido, meu velho, meu amigo

Hoje, dia dos pais, mais um dia com saudade do meu pai. Já chorei aqui, escondida, pela vontade de querer abraçá-lo e não poder. Talvez seja isso o que mais dói.
Uma homenagem ao meu pai. Creio que de alguma maneira ele recebe o meu amor.
E feliz dia dos pais a todos!

_____________________________________________________________________

Meu Querido, Meu Velho, Meu Amigo

Composição: Roberto Carlos e Erasmo Carlos

Esses seus cabelos brancos, bonitos, esse olhar cansado, profundo
Me dizendo coisas, num grito, me ensinando tanto do mundo…
E esses passos lentos, de agora, caminhando sempre comigo,
Já correram tanto na vida,
Meu querido, meu velho, meu amigo
Sua vida cheia de histórias e essas rugas marcadas pelo tempo,
Lembranças de antigas vitórias ou lágrimas choradas, ao vento…
Sua voz macia me acalma e me diz muito mais do que eu digo
Me calando fundo na alma
Meu querido, meu velho, meu amigo
Seu passado vive presente nas experiências
Contidas nesse coração, consciente da beleza das coisas da vida.
Seu sorriso franco me anima, seu conselho certo me ensina,
Beijo suas mãos e lhe digo
Meu querido, meu velho, meu amigo
Eu já lhe falei de tudo,
Mas tudo isso é pouco
Diante do que sinto…
Olhando seus cabelos, tão bonitos,
Beijo suas mãos e digo
Meu querido, meu velho, meu amigo

%d blogueiros gostam disto: